Homofobia nas escolas brasileiras

Como cidadão, como integrante da sigla LGBTT, como professor, como artista, como ativista, como pesquisador, como brasileiro, como ser humano ou seja lá como for, esses números me causam horror e muita vergonha.

Acabei traduzindo o texto para o inglês para que um amigo finlândes pudesse ler. Acho que as pessoas precisam conhecer a nossa realidade e não somente esse discurso falacioso que circula por aí, de um Brasil que é uma super potência. Desculpem a pobreza do meu inglês, mas ele ao menos pode me entender.

Amigos, irmãos, primos, tios, pais, educadores, ser LGBTT não é um problema, já a intolerância diante da  diversidade sexual o é, de forma bastante cruel e criminosa.

Homophobia
At brazilian schools

27%
of homosexuals and bisexuals suffer or claim to have suffered prejudice in the school environment.

13%
of them say that the school was the first place where they suffered discrimination.

87%
of the school community (students, teachers and parents) have some degree of homophobia.

39%
of male students would not want a homosexual colleague.

35%
of parents would not want his son to study with a homosexual.

60%
of teachers admit to having no basis for dealing with sexual diversity.

Sources: Fundação Perseu Abramo / Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP/UNESCO)

Anúncios
Comments
2 Responses to “Homofobia nas escolas brasileiras”
  1. alcilia disse:

    Olá, bom dia, gostaria de saber qdo foi realizada essa pesquisa? Obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: