The desire and pursuit of the whole

“Nenhum fruto resultou de sua semeadura. Nada restou nele, ou dele, mas uma capacidade invencível de resistir até que a doce e branca Morte tivesse permissão para tocá-lo, com insuperável determinação para manter suas crises longe dos olhos terríveis de todos os homens.” Frederick Rolfe, The desire and pursuit of the whole, 1909.