‘This place was a shelter’ na HURT Fest

Depois de cinco anos vou dividir uma performance com o Dark Freak novamente. Feliz que a ocasião não poderia ser melhor, as performances da HURT Fest foram divididas para discutir ou gerar discussões sobre a autonomia do corpo. Então vamos lá, dando o sangue (no sentido literal). Lembrando que a HURT Fest está de mãos … Continue lendo

Hurt Fest, GESMC e todo amor que há em Belo Horizonte…

Em minha primeira participação na Hurt Fest, que também foi a primeira edição do evento, eu levei o trabalho Burn, Burn (2010). Que por coincidência ou seja lá como podemos chamar isso, foi o momento que conheci pessoalmente o Marcelo Gabriel que super se envolveu na ação. Em minha segunda vez levei o trabalho Me … Continue lendo