Mais algumas palavras sobre o cansaço…

Talvez seja o fim da areia na ampulheta, talvez seja o final do ano, talvez seja a realidade dura ou talvez seja tudo isso. Não sou do tipo que fica reclamando nem virtual e nem pessoalmente, as pessoas mais próximas devem saber disso. Raramente eu ligo ou escrevo para alguém pedindo ajuda e quando o faço é que o pedido – ou a necessidade de ajuda – é real. Nada disso é porque eu me considere boa demais ou auto suficiente demais, mas por zelar pelas pessoas que gosto e por mim mesma. Quem sabe seja um excesso de zelo, vai saber… O silêncio é um exercício para mim.

Recentemente tenho pedido ajuda publicamente para algumas situações por considerar que tais problemas não sejam somente meus, apesar de obviamente estar sendo afetada diretamente por eles. Falo especificamente das questões que rondam as modificações corporais no Brasil, no entanto, que se desdobram para tantas facetas da vida.

A primeira questão é a petição de repudio ao projeto de lei que pretende tornar crime o eyeball tattooing no Brasil, que por sinal ficou online o ano inteiro na intenção de coletar 10.000 assinaturas e terminamos 2014 sem chegar nos 50%. Não bastando não ter chegado nem na metade do estipulado, venho percebendo que há muitas pessoas assinando e que não tem nenhum vínculo direto com as nossas práticas, outras tantas pessoas são estrangeiras. Por outro lado, grande parte da comunidade da modificação do corpo nacional além de não assinar, não se informa a respeito e não colabora, não divulga, não se mobiliza, não abraça a causa como se fosse delas. É como se tudo estivesse muito bem, quando o cenário atual nos diz exatamente o contrário.

A segunda questão é a arrecadação de verba para publicação do livro A modificação corporal no Brasil – 1980-1990. Há 19 dias de se encerrar a campanha, não conseguimos nem CINQUENTA doadores e tenho certeza que a maioria das pessoas viu o link, achou legal (ou não) e não se deu ao trabalho nem de ler do que se trata. Só na Galeria do Rock em São Paulo existe mais de 50 profissionais e entusiastas da modificação do corpo, grande parte dos meus amigos gastam facilmente mais de R$50,00 em qualquer ida ao bar, minha família inteira simplesmente ignora o fato e por aí segue. Não bastando isso, consigo contar nos dedos quantas pessoas estão realmente abraçando o projeto, querendo que a publicação de fato aconteça. Consigo contar quantas pessoas me escreveram e se ofereceram para ajudar sem eu ter que pedir diretamente ou implorar “hey, por favor, me ajuda cara, estou precisando muito”. Estou há 25 dias pedindo ajuda e é uma minoria que ouviu e estendeu a mão. A parte ruim é que o desinteresse dessas pessoas tem alimentado um cansaço grande em mim. Não falo de um cansaço de quem tem preguiça, mas daquele de se insistir em uma coisa fadada ao fracasso.

Eu entendo que seja legal ver tudo pronto, não ter que investir tempo e nem dinheiro, não ter que colocar a mão na massa e nem ter nenhum tipo de trabalho, mas isso não é sempre possível para todas as pessoas. No momento, sem a colaboração coletiva eu não consigo resolver essas duas questões (que impactam em milhões de questionamentos de cunho pessoal). Pelo caminhar da carruagem, e sem querer ser pessimista, é provável que através do coleta de fundos eu não lançarei o livro. Fica a pergunta: dado o visível desinteresse, eu deveria desencanar disso tudo?

Todo esse desabafo vem depois de sofrer um pouco calada e ver minha amiga Marcela Guardiola se perguntando o motivo de ser tão difícil fazer as coisas acontecerem no Brasil. Fico me perguntando o mesmo e mais do que isso, se seria a hora de abandonar a nau?

Fato é, ainda restam 19 dias e um pouco de esperança. Gostaria muito de começar 2015 com uma surpresa positiva. Por enquanto vou seguir implorando por ajuda, não tenho problema algum com isso. Minhas amigas e amigos, eu preciso muito de ajuda para conseguir publicar o livro. Façam doações, ajudem divulgando o link abaixo para que mais pessoas possam conhecer o projeto e doar. Toda ajuda e contribuição é bem vinda.
http://catarse.me/pt/modbrasil8090

Em dias como hoje, o cansaço parece ser um pouco maior. Contar de modo regressivo. É.

Ps. Por mais que eu sinta tudo isso e não seja bom, ainda prefiro estar na posição que estou. Só acredito que as condições poderiam ser um pouco melhores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: