O momento em que me torno gente…

Mas eu imaginava que nessa altura do campeonato a vida estaria pronta ou quem sabe estabilizada. Calma e serena. Que seria apenas certezas, era o que eu acreditava… Como é incrível a minha capacidade de imaginar coisas que jamais vão se dar. A vida estar pronta, como um dia acreditei que pudesse ser, faça-me rir… Faça-me rir.
É verdade que ainda questiono algumas escolhas que fiz na vida, além do bom e do ruim. É verdade que desacredito de mim e dos demais. É verdade que penso em desistir da performance, principalmente quando me falta força. É verdade que me sinto inseguro. É verdade que penso em abandonar e encaixotar as pesquisas com a modificação corporal, principalmente quando sinto que a luta já foi vencida pelo outro lado. É verdade que sinto que enlouqueço no sentido negativo da coisa. É verdade que me sinto fraco. Assim como também é verdade que percebo o quanto eu cresço nesses dias de tempestade e escuridão. É como se de uma maneira bem estranha eu caminhasse um passo adiante e entendesse um pouco mais sobre mim e sobre as engrenagens que movem a vida. É nesse momento – que dói e me faz adoecer fisicamente – que eu me torno gente.
E quando tudo passa e a serenidade paira sobre a minha cabeça, só me resta agradecer ao caos, a desordem, as minhas inseguranças, as minhas fraquezas e a cada pequena dúvida.

T.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: