Pra não dizer que não falei das flores

“Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.”
Geraldo Vandré

Tenho trabalhado duro contra o projeto de lei que pretende criminalizar o eyeball tattooing no Brasil, proposto pelo deputado Rogério Mendonça Peninha (PMDB-SC). Sigo buscando apoio da sociedade, da comunidade da modificação corporal e ao mesmo tempo denunciando publicamente esse atentado contra os direitos humanos básicos.

Faço questão de deixar registrado aqui e onde mais for preciso, que parte da comunidade da modificação corporal está sendo conivente com o projeto de lei, assim como com o deputado. Faço questão de dizer que mesmo algumas pessoas que carregam os olhos coloridos, são favoráveis a criminalização do procedimento, o que considero uma postura egoísta e pouco sensata. Faço questão também de falar sobre a quantidade de pessoas ligadas com as modificações corporais e que preferem ficar omissas e indiferentes. Registro tudo isso aqui, para que as pessoas que forem estudar as nossas práticas saibam que isso aconteceu um dia. Como diria Simone de Beauvoir, “o opressor não seria tão forte se não tivesse cúmplices entre os próprios oprimidos“. O fogo amigo é sempre o que dói mais.

É preciso dizer que não faz muito tempo eu escrevi que me assustava com o fato de que havia próximo de mim, mais gente que se identificava com o pensamento de Bolsonaro, do que eu gostaria. Nesse momento de luta, tudo isso fica muita mais evidente. Faço questão de explicar, quase como quem desenha, e espero que tudo faça sentido.

Para quem se deu ao trabalho de pesquisar um pouco sobre o Peninha, deve ter percebido que ele é um dos maiores defensores da revogação do estatuto do desarmamento ( PL-3722/2012). Assim como é contra as cotas raciais ( PL-7225/2014). Assim como é contra o uso de máscaras em manifestações ( PL-5964/2013). Tudo em nome da preservação do tal “cidadão de bem”.

Se você não gosta do eyeball tattooing por qualquer motivo que seja, sugiro que ao menos leia as propostas do deputado e que tenha sensibilidade de ler principalmente o que fica nas entrelinhas. Caso tenha preguiça, eu já te adianto: fascismo!

Daqui em diante faço questão de trazer figuras que se aproximam do pensamento do deputado. O senhor Bolsonaro é um dos defensores da revogação do estatuto do desarmamento, da mesma forma que defende a ditadura militar. O senhor Bene Barbosa, assim como o seu amigo Rodrigo Constantino, também apoiam o projeto de lei de Peninha. Outra voz que clama pelo armamento do “cidadão de bem”, é a jornalista Rachel Sheherazade. E a Revista Veja te dá 7 motivos para ser contra o desarmamento. Se você acha que uma questão não tem relação com a outra, eu te indico a leitura desse texto AQUI.

capa_veja_380
Bom, se os nomes citados acima não são suficientes para te mostrar o perigo e o erro que é defender as propostas de Peninha, a situação é pior do que eu esperava. Mas fica a dica: fascismo!

Só para avisar os desavisados e desatentos: a polícia brasileira é uma das mais violentas do mundo, estima-se que CINCO pessoas são mortas pela polícia por dia; Segundo o Ipea, as pessoas negras (e pobres) são 70% das vítimas de assassinatos no Brasil; O Brasil tem índices absurdos de violência e algumas cidades estão entre as mais violentas do mundo; atualmente a crença de que “bandido bom é bandido morto” tem se refletido em uma série de linchamentos, algumas vítimas inocentes já foram mortas por conta disso. Ainda assim, temos que ouvir que o tal “cidadão de bem” precisa de armas. Isso me soa como um cinismo hediondo.

Não aceito o texto de que o projeto de lei que pretende criminalizar o eyeball tattooing tenha sido criado pensando na segurança da população. Se fosse, no mínimo a população que vive essa prática teria sido consultada e ouvida. O que não foi o caso.

Reconheço que seja um procedimento experimental, reconheço que tenha seus riscos e reconheço que pode até levar a cegueira. Assim como eu reconheço que o cigarro pode até causar câncer, mas que não foi criminalizado.
Assim como eu reconheço que andar de skate pode até quebrar ossos, mas que não foi criminalizado.
Assim como eu reconheço que andar de cavalo pode deixar alguém tetraplégico, mas que não foi criminalizado.
Assim como eu reconheço que o Mc Donalds pode até causar obesidade mórbida, câncer, diabetes, mas que não foi criminalizado.
Assim como eu reconheço que a lipoaspiração pode até matar, mas que não foi criminalizado.
Assim como eu reconheço que o consumo de álcool pode até matar, mas que não foi criminalizado.
Assim como eu reconheço que seja mais perigoso ter que ver um projeto de lei amparado no senso comum, em imprensa sensacionalista e baseado sim em preconceitos culturais tentando corroer as mentes das pessoas desavisadas, do que um procedimento experimental nos olhos. Que diga-se de passagem, não há NENHUM registro de cegueira no mundo por conta da técnica.

Deixo aqui o meu pedido novamente para que vocês sigam divulgando a petição e que colaborem como acharem possível.

https://secure.avaaz.org/po/petition/Deputado_Rogerio_Peninha_Mendonca_PMDBSC_Pedimos_o_arquivamento_imediato_do_PL_57902013/?cWKTwfb
O pior fascismo é aquele sutil que se instala quase que imperceptivelmente em nosso cotidiano. Atualmente estamos nos afogando nele.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: