Entrevista sobre modificações corporais

Curso: Psicologia | Universidade: Faculdade IMED (Rio Grande do Sul)

 

  1. Quantas modificações corporais você possui? Quais?
    Não fico contabilizando quantas modificações eu tenho. Não tenho apego com número, com quantidade e coisa que o valha. Atualmente eu tenho tatuagem, piercing, alargador, implante, escarificação, língua bipartida e Microdermal.
  2. Com que idade fez sua primeira modificação?

Eu fiz a minha primeira modificação corporal aos 15 anos de idade, foi um piercing em meu lábio. Mas é sempre bom lembrar, que isso dentro do recorte de modificação corporal que se entende pela tatuagem, piercing e equivalentes. O que é uma pequena parte das infinitas possibilidades de se alterar o corpo. Eu acredito que todo ser humano passa por um processo de modificação corporal ao longo da vida. Não há nenhum corpo que não seja modificado.

 

  1. O que te motivou a fazer a primeira modificação?

A estética me agradava muito e naquele momento, década de 90, o body piercing estava bastante ligado com a contracultura, isto é, com grupos contraculturais. O que Maffesoli chamou de tribos urbanas. A motivação foi estética, mas estava super relacionada com aquele meu momento imerso na contracultura.

 

  1. Como sua família reagiu?
    Venho de uma família tradicional, conservadora e cristã e isso já resumiria a minha resposta. Foi um processo muito difícil para a minha família lidar com a forma com que passei a me relacionar com meu corpo. De uma hora para a outra eles tiveram que confrontar toda uma construção ideológica e cultural e isso gerou muitos conflitos. Mas acho que conseguimos superar a grande crise. Sei que ainda a minha família não gosta dessas práticas, mas construímos uma relação muito saudável, amistosa e cheia de amor e respeito mútuo.
  2. Você já sofreu algum tipo de preconceito?

Já sofri muitos preconceitos. Dentro de casa, no colégio, no trabalho, na rua, na fazenda e numa casinha de sapé. A sociedade teme e tenta exterminar tudo aquilo e todas as pessoas que fogem das regras, olhe os livros de história, eles podem te contar melhor do que eu. Perceba que na brincadeira mencionei instituições muito poderosas ainda hoje. É preciso estar atento com toda e qualquer instituição que tente nos alienar do direito de autonomia sobre os nossos corpos e sobre as nossas subjetividades. Seja a família tradicional, seja a escola, seja o trabalho, seja a igreja, seja a sociedade.

 

  1. Está satisfeito com o corpo que possui?

Gosto do meu corpo hoje muito mais do que na minha adolescência… Mas satisfação… Não, há muito o que se construir nele.

 

  1. Teve algum tipo de influência? Qual?
    A vida me influencia em absoluto. Eu vivo o tempo inteiro dentro de um turbilhão de influências, referências e inspirações.
  2. Como você se sentia antes das modificações?

Ótima pergunta. As pessoas normalmente tentam subjugar e banalizar as práticas das modificações corporais, como se fossem coisas sem muita importância ou algum tipo de patologia. Eu posso te dizer que as modificações corporais melhoraram a minha vida em inúmeros aspectos. Através dessas práticas eu passei a ver algum tipo de beleza em mim. Passei a aceitar meu corpo e não ter vergonha dele. A minha saúde psicológica e física melhorou muito por conta disso. Eu fui uma criança complexada que odiava o próprio corpo e através das modificações corporais encontrei possibilidades de existir.

 

  1. E agora, como se sente?

Tenho a sensação que fiz as pazes com o corpo. A forma como sinto por dentro está sendo compatibilizada com a minha fisicalidade (externa). É um processo que vai me acompanhar por toda vida. Não tenho pressa.

 

  1. Você se arrepende de ter feito essas modificações?
    Em hipótese alguma houve arrependimento. Espero que mais pessoas possam se beneficiar das modificações corporais, assim como eu.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: