E lá vamos nós para o Sesc São José dos Campos

O meu trabalho com a performance art não está dentro dos moldes tradicionais da academia, museus e galerias de arte. Diria que essa é uma das coisas que mais me faz ser um apaixonado pela performance, ela não está presa ou fixada em espaços tradicionalistas da arte ou do que quer que seja.
Sinto que a minha trajetória tem sido uma coisa meio underground e este é um lugar que eu nunca pretendo deixar de habitar. Por outro lado participar de festivais de performance, da produção no eixo academicista e por esses caminhos afora, me trazem imensuráveis contribuições. Diria que muito além de uma questão meramente curricular ou monetária. Falando da questão financeira em si, dinheiro é algo que falta ou é quase sempre bem curto. Todavia, a minha perticipação nesse eixo “tradicional” é bem baixa, ao menos por enquanto o é.
Indo ao foco principal agora… Nos últimos anos, desde 2007 para ser bem preciso, eu tenho utilizado a suspensão corporal como parte de algumas performances. Apesar do curto espaço de tempo, estamos falando de breves seis anos, já posso perceber mudanças significantes quanto a recepção e o desdobramento desse tipo de ação, pensando aqui especificamente nas performances com uso de suspensão.
Eu diria que a abertura propiciada pela criação do palco Arte Corporal na Virada Cultural de São Paulo (2010) tenha sido um dos mais importantes avanços de visibilidade. Carrego uma inegável alegria de ter participado dos três últimos anos.
Eis que chega 2013 com uma nova surpresa, o SESC São José dos Campos vai realizar o encontro “O Corpo: seus diferentes usos e apropriações” e dentre os três temas debatidos, entrará a questão da body art. Assim, surgiu a oportunidade e convite de levar uma performance com o uso da suspensão corporal ao SESC.
Uma pessoa muito importante para que tudo isso tenha se tornado possível é o meu amigo Luciano Iritsu. Graças aos seus esforços, dedicação e insistente trabalho, seja como profissional da suspensão corporal ou como produtor cultural, muitas portas se abriram. Muita coisa que eu acreditava que fosse demorar anos para acontecer, se é que se realizariam, já são hoje partes da história.
Falando ainda sobre o Iritsu, após a performance que iremos fazer no SESC SJC haverá uma palestra e debate sobre suspensão corporal com ele. Para quem se interessa pela temática, será um bom momento para entrar em contato com a perspectiva de um profissional muito importante para a história da suspensão corporal no Brasil.

Sem mais delongas, sinto que este vai ser um momento muito especial da minha trajetória dentro do campo da performance art e igualmente da minha vida. Obviamente que meu desejo é que meus amigos e amores estivessem sentados em uma das cadeiras para assistir, sabendo e entendendo que isso seja inviável, levarei todos no meu coração comigo.

Concebi Gravidade especialmente para esta ocasião e estou feliz em mais uma vez trabalhar junto ao lado de Luciano Iritsu, Jorge Peña e Enzo Sato.
Vai ser especial.

Evento no Facebook

Anúncios
Comments
2 Responses to “E lá vamos nós para o Sesc São José dos Campos”
Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] que posso estar me esquecendo de algo. Quando o Lu me convidou para estar com ele nesse evento do SESC, vibrei de alegria e por vários motivos. Primeiro pelo fato dele acreditar em mim, assim como no […]

  2. […] que posso estar me esquecendo de algo. Quando o Lu me convidou para estar com ele nesse evento do SESC, vibrei de alegria e por vários motivos. Primeiro pelo fato dele acreditar em mim, assim como no […]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: