Eu preciso contar sobre a gratidão que me habita…

Estou vivo depois de 24 horas de Virada Cultural. Se bem que “24 horas” é uma ova, foram meses de trabalho…
Que para ser honesto chegaram em boa hora e que foram o remédio de vida que eu precisava. Sou um sobrevivente, yay!
Trabalho no Palco da Arte Corporal desde a existência desse espaço dentro da Virada, isto é 2010, e afirmo sem hesitação que essa foi a melhor edição.
Sei que vocês provavelmente viram na impresa sobre a má organização do evento, violência, atrasos e etc… Eu também vi algumas coisas feias, de como as pessoas estão embrutecidas, pobres de espírito e pequenas em suas existências.E isso não tem nada, mas absolutamente nenhuma ligação com o fato de um evento ser bem ou mal organizado. Podemos culpar o excesso das biritas, mas isso não seria nada mais que uma outra desculpa para aliviar um problema maior: as pessoas estão andando para trás e sempre projetam a culpa em alguma outra coisa para se sentirem melhor.
Mas deixemos isso de lado, não por ser irrelevante, mas por conta da grandeza das coisas bonitas – e que por sua vez merecem mais a minha atenção e energia – que aconteceram durante as “24 horas”. O Palco da Arte Corporal estava iluminado!
Não vou delatar todas as atrações – afinal de contas não confio em minha memória, ainda mais depois da maratona das “24 horas” – , mas vou colocá-las com muita sutileza em um pode de ouro e dizer o quanto é lindo ver artistas em que o amor pelo que se faz é maior que o ego. Que potente!
Quando o cansaço aparecia para me colocar pra dormir, vinha uma performance que me enchia de energia e força para seguir de pé. Sei que a lua e os astros também tiveram o seu papel nisso… Assim como todas aquelas coisas que eu ainda não entendo…

Agradeço ao amigo, parceiro, irmão Luciano Iritsu por trabalhar arduamente para que tudo acontecesse da melhor forma possível e o tempo todo. Tenho uma baita satisfação em ter trabalhado contigo nesses últimos anos e ver o quanto crescemos a cada experiência… Amplio o agradecimento à Van e ao Kill Iritsu por toda correria com a produção e com os detalhes das coisas todas…
Agradeço a amiga e artista San Mascarenhas por me convidar pra vivenciar sua ação multimídia. Foi muito especial.
Agradeço ao Andar7 dos amigos e artistas Gabriel Netto e Luciana Ramin, ampliando o agradecimento ao amigo e artista Enzo Sato pela parceria no trabalho “Tudo que é sólido desmancha no ar”. Foi um momento muito especial e uma união bonita de se ver/sentir.
Agradeço ao meu amigo, mestre e artista Jorge Peña por me acompanhar em “Supernova”, assim com as pessoas que participaram de uma forma direta ou indireta com o caminhar dessa ação. Fosse recebendo uma flor ou me dando um abraço, um olhar, um respiro… Foi mágico performar na transição da noite para o dia, vocês não imaginam o quanto…

Okej, agora é a hora de escrever sobre o “O peso do cinza e as memórias de nós” e chorando… Como se algumas-  olha o eufemismo –  lágrimas e sorrisos não estiveram dançando no meu rosto nas palavras acima.
Alexandre Anami, Maria Sudo, Doug Freak, Chibbi Naira, Dark Freak, Fernando Skull, Pink, Fancy, Enzo Sato, Pedrim Moicano, Gabriela Meerr, Carlos Lee, Jorge Peña, Silvia Taschen, Morpheus e Luciano Iritsu o que dizer para vocês? Falar sobre o quanto me sinto grato parece tão pouco e ao mesmo tempo é tudo o que posso dizer e incansavelmente repetir: muito obrigado de todo coração!
Eu os agradeço por confiarem em mim, na proposta do trabalho e em vocês. Por se doarem com uma paixão ilimitada, quiçá heróica…
Por darem o melhor de vocês, cada um a sua maneira, o que faz com que tudo se torne poético e intensamente verdadeiro.
“O peso do cinza…” foi uma coreografia da experiência transcendental da existência humana, posta em uma ação performativa. Esse trabalho foi tantas coisas, que cada um de nós e também daqueles que nos viram terão algo para contar…

Bem… (pausa para o choro)

… Eu espero poder viver muitos anos e, não tenham dúvida que a experiência que tivemos ontem (e desde o momento que o trabalho nasceu) será uma das histórias da minhavida que irei contar sempre com muito amor. Farei questão de contar, passar adiante, com o mesmo amor com que eu os abracei ontem e com a mesma intensidade com que agora escrevo essas linhas agora. Daqui 10, 30 ou 60 anos isso não vai mudar… Esse trabalho foi um marco da minha existência – como humano e artista – e eu só posso agradecê-los por isso.

As fotos, os vídeos vão sempre nos trazer as memórias do que vivemos…
Sempre que caminharmos pela Rua 24 de Maio, nosso olhar será outro…
Transformamos o espaço urbano, humano, físico e metafísico…
Fomos audaciosos em nossa iluminada paixão…
E tudo saiu exatamente como tinha que ser… Sem mais e nem menos…
Obrigado, obrigado e infinitos muito obrigados!

Ps. Deixo as minhas sinceras desculpas por não ter conseguido falar com todos os amigos que foram prestigiar os trabalhos e por não ter conseguido dar a atenção que vocês merecem. Espero que possam me entender e eu também os agradeço por terem passado por lá. Muito carinho!

Anúncios
Comments
8 Responses to “Eu preciso contar sobre a gratidão que me habita…”
  1. Doug Freak disse:

    Ainda to emocionado…é o que eu consigo dizer!
    MUITO OBRIGADO POR TUDO!

  2. Rafa disse:

    Thi, sem palavras pra tudo aquilo, foi LINDO!

    Chora meeeesmo pois o choro, é de lavar/renovar a alma quando a felicidade o trás!

    Essa foi só uma das muitas alegrias estão por vir Thi! ♥
    Guarda isso!
    😉

  3. Jorge disse:

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH !!!!!!!!!!!
    como e bom viver e aprender sempre sempre sempre obrigado a todos por vivir este sonho de amor juntos, viva la vida e viva nos arte em esta vida 100 % a full.

  4. <3<3<3 AMOR AMOR AMOR incondicional, Arte pura+coração irradiante+esses seres de Luz…tu é isso Angel tu emana isso todo tempo….choro por sentir tamanha gratidão por ter esses instantes eternossss…SALVE O AMOR SALVE A ARTE SALVE A VIDA PLENA NISSO

  5. Revoltx Cardoso disse:

    Foi lindo, meus olhos encheram de água na hora! ❤ Parabéns Thi.

  6. Sétimo Andar disse:

    Obrigado Thiago! Realmente foi fantástico trabalhar com vocês… muito obrigado pela dedicação e entrega… foi uma experiência muito rica… que esperamos repetir em outras!!! Gabriel Netto & Luciana Ramin

  7. Pøxa Angel, verbalizar um sentimento como esse…..receio ñ ser completo, Performar contigo é algo fora…choro…ñ dá TEAMOOOOOOOOOOO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: